• Luana Breternitz

Lentes UV led – Lentes com filtro de luz azul!

Aqui você encontrará a entrevista completa que foi publicada na Ótica Revista, uma das revistas mais conceituadas do segmento ótico, com o profissional de ótica Adolfo Breternitz sobre o tema das lentes com filtro de proteção contra a luz azul. Confira:

LENTES COM FILTRO DE LUZ AZUL – MAIS AFINAL O QUE É ISSO?

Ótica Revista: Adolfo Henrique, por favor nos explique um pouco mais sobre as novas lentes com filtro de luz azul.


Adolfo Henrique: É preciso iniciar esta explicação com um pouco de teoria sobre a luz azul.

Sabemos que o comprimento de onda dos raios UV vai até aproximadamente 400nm, esta radiação é muito nociva aos seres vivos pois acelera o envelhecimento das células.

Ocorre que os estudos comprovam que os comprimentos de onda muito próximos a este limite, como a luz azul de alta energia – em torno de 420nm – são também prejudiciais a saúde por diversos fatores.


OR: E quais são estes fatores?


Adolfo Henrique: Além de estar associada ao envelhecimento celular precoce, causando a degeneração de mácula (DM) que leva a uma perda da visão central; a luz azul também está diretamente ligada ao controle do ciclo de sono em nosso organismo.

Devido a isto, a maior exposição a este tipo de radiação pode levar a sérios danos, de certa forma até irreversíveis como é o caso da DM.


OR: Quando se fala em aumento da exposição refere-se a que situações?


Adolfo Henrique: Além do maior uso de lâmpadas de LED em nosso cotidiano, o uso crescente de computadores, tablets e smartphones tem levado nossa vista à uma exposição sem precedentes à este tipo de radiação.


OR: Os riscos desta exposição já foram citados no passado, algo foi feito de concreto?


Adolfo Henrique: O estudo das consequências à esta exposição estava muito limitado ao campo acadêmico, com algumas iniciativas das empresas líderes do mercado de lentes trabalhando no sentido de alertar e conscientizar a classe médica oftalmológica.

Acontece que a para a população em geral ficava muito difícil ter uma percepção real do risco envolvido.


OR: E agora algo mudou?


Adolfo Henrique: Cada vez mais os grandes fabricantes de equipamentos digitais estão se preocupando com os riscos da luz azul, e estão criando opções para minimizar a exposição.

Recentemente a Apple lançou uma nova versão para o sistema operacional pra seus produtos como o iPad e iPhone, onde existe uma função específica para reduzir a emissão de luz azul. Chamado “night shift” esta função é ativada automaticamente à noite para evitar a insônia dos usuários.

Acredito que iniciativas como esta irão difundir a necessidade de cuidados e com isso a procura por lentes oftálmicas com a capacidade de bloqueio deste tipo de radiação irá aumentar.


OR: E já existem lentes com esta capacidade?


Adolfo Henrique: Hoje no mercado existem basicamente duas tecnologias: es lentes com um tipo especial anti-reflexo (AR) capaz de reduzir a passagem destes raios em torno de 20%, onde em geral o residual deste AR é azulado;

Ou então as lentes produzidas com materiais específicos que bloqueiam totalmente a passagem dos raios, pois o bloqueio da radiação é feito pelo próprio material da lente.


OR: A Brevil já conta com estes produtos em seu portfólio?


Adolfo Henrique: A Brevil está lançando sua nova linha de lentes e blocos Definition UV-LED, nos materiais 1.56 e 1.67 que possuem a capacidade de bloqueio total da radiação azul de alta energia.


Vocês encontra as lentes UV-LED aqui nas Óticas e Cia, procure por nossos consultores e saiba mais sobre essas lentes!



4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo